Promoção!
Slide1

Planilha – VO²máx 1.0

R$60,00 R$37,90

Categorias ,

Descrição do produto

Esta planilha foi desenvolvida para facilitar o processo de avaliação, prescrição e controle do treinamento aeróbio. Seu formato é dinâmico e com isso foi terá acesso a um processo de cadastramento do avaliado (aluno, cliente ou atleta) tabulação (dados obtidos nas avaliações cardiorrespiratórias), processamento (estimativas e parâmetros) e geração de resultados (condição atual do sujeito e cargas para o treinamento).

Para um bom funcionamento da planilha (VO²máx 1.0) você deverá preencher somente os campos habilitados os demais processos são automáticos! Fique atento, é de suma importância que você utilize as unidades de medidas corretas no momento do preenchimento (ex. tempo em segundos, frequência cardíaca em bpm, distância percorrida em metros, velocidade em km/h, etc…), todas especificadas na planilha.

Atualmente a planilha VO²máx 1.0 é composta pelos seguintes protocolos:

Protocolos de campo/quadra máximos

Weltman e col. 1990: Sugerido para indivíduos treinado o protocolo solicita que o sujeito percorra a distância (3200 metros) no melhor tempo possível.

Cooper 1968: Sugerido para indivíduos destreinados e treinado, o protocolo solicita que o sujeito percorra a maior distância possível no tempo de 12 minutos.

Cooper 1968: Sugerido para indivíduos destreinados e treinado, o protocolo solicita que o sujeito percorra a distância (2.400 metros) no melhor tempo possível.

Léger e Lambert, 1982: Sugerido para indivíduos destreinado e treinado, o protocolo solicita que o sujeito percorra as distâncias de 20 metros (beep teste ou vai e vem), respeitando o sinal sonoro (iniciando com velocidade de 8,5km/h e progredindo de 0,5 em 0,5km/h ), ver figura 1. Quando o sujeito não consegue entra na área específica antes do sinal o teste é interrompido.

Obs. Você poderá baixar o aplicativo com o sinal sonoro facilmente pela internet.

 Kline et al. (1987): Sugerido para indivíduos destreinado 30 a 69 anos. Ao sinal caminhar o mais rápido possível o percurso previamente estabelecido de 1.609 metros (teste de 1 milha). O avaliado deverá avisar (feedback) o avaliador quando estiver chegando ao final. Ao final do teste mensurar a frequência cardíaca e verificar no cronômetro o tempo em que o indivíduo levou para percorrer a distância de 1.609 metros (1 milha).

Protocolos de esteira máximo

American Collge of Sports Medicine (2003): Este protocolo é realizado em esteira e com cargas progressivas até a exaustão. Protocolo destinado a corredores recreacionais e experientes.

Obs. A principio optei em deixar somente este protocolo (equação metabólica do ACSM), devido a sua precisão, fortes recomendações da literatura e sua facilidade de aplicação.

Protocolos de esteira – Submáximo

Ebbeling e cols. (1991): Este protocolo é realizado com um aquecimento de  4’ com uma carga de 50 a 70% da FCM e em seguida se aplica mais uma carga de 4’, acrescentando 5% de inclinação na esteira. Protocolo destinado a sujeitos destreinados.

Vehrs e cols., (2007): Este protocolo é realizado com um aquecimento de 3’ de caminhada rápida, seguido de mais 3’ de corrida com velocidade entre 6,9 e 12,0 km/h (velocidade auto-selecionada).

George e cols. (1993): Este protocolo é constituído por um aquecimento de 3’(caminhada rápida) e em seguida ajusta-se a velocidade (auto selecionada) para ≤ 10.4 km/h (mulheres) e ≤ 12.0 Km/h (homens) por mais 3 minutos. A FC deverá atingir seu estado de equilíbrio (stead-state) a baixo de 180 bpm.

Confiram as informações apresentadas pela planilha.

  • VO²máx (ml/kg/min) previsto
  • VO²máx (ml/kg/min) avaliado
  • Classificação funcional: Déficit ou superávit
  • Frequência cardíaca máxima prevista
  • Frequência cardíaca máxima avaliada
  • Índice cronotrópico
  • Controle de carga pelo VO²: % VO² de reserva
  • Controle de carga pela velocidade: Velocidades (km/h) para 90,80,70,60, e 50% do VO² de reserva
  • Controle de carga pela frequência cardíaca de reserva: Para 90,80,70,60, e 50% da frequência cardíaca de reserva.
  • Determinação de zonas de intensidade (1,2 e 3) pela frequência cardíaca.

 Lembre-se o objetivo principal da planilha VO²máx 1.0  é de servir como ferramenta facilitadora para estimar o VO²máx (aptidão cardiorrespiratória) e fornecer dados para o controle da carga de treino, como também para a prescrição do mesmo. Sendo assim, caso você tenha dificuldade na aplicação dos protocolos (testes cardiorrespiratórios), você deverá consultar outras fontes (livros, sites e cursos), com o detalhamento dos protocolos.

 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a fazer uma avaliação “Planilha – VO²máx 1.0”